INÍCIO QUEM SOMOS ÁREA DE ATUAÇÃO ESTRUTURA NOTÍCIAS ARTIGOS CONTATO
 
 
MP do Rio pede impugnação de vereador Léo Comunidade
04.10.2012

 

O Ministério Público do Rio de Janeiro pediu a impugnação do vereador Leonardo Rodrigues Lima, o Léo Comunidade (PTN), suspeito de ser representante do tráfico de drogas na Favela da Rocinha, Zona Sul do Rio. Ele também foi denunciado por oferecer cestas básicas em troca de votos.

Leonardo negou que tenha relações com o tráfico e disse que desconhece a distribuição de cestas básicas na Rocinha.

Matéria divulgada ontem pelo Jornal Nacional, da Rede Globo, mostra uma extensa fila na porta da Associação de Moradores da Rocinha, onde as cestas básicas estão por toda parte. As autoridades afirmam que, na Rocinha, alimentos estão sendo trocados por votos.

A reportagem confirmou que a apresentação do título de eleitor é obrigatória para receber a cesta. Um dos moradores contou como fez para ganhar o benefício. “Tem que fazer uma ficha, é a maior política. Eles pedem identidade, CPF, título”, disse.

Segundo a polícia, o responsável pela distribuição das cestas é Leonardo Rodrigues Lima, o Léo, presidente da Associação de Moradores. Ele deixou o cargo para ser candidato a vereador pelo PTN .

Em uma gravação obtida pela polícia, Léo Comunidade reconhece que distribui as cestas. “Eles queriam que eu tirasse a cesta de vocês. Eles não queriam que eu desse cesta. Falei para eles o contrário: quando eu ganhar, eu vou é aumentar a cesta”, afirma Léo, na gravação.

Na campanha, a imagem do candidato aparece ligada a traficantes que controlavam a Rocinha. O jingle de Léo Comunidade começa com tiros e é muito parecido com um funk na internet que faz apologia do traficante Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, que controlava a Rocinha antes da pacificação.

Para o Ministério Público Eleitoral, essa é apenas uma das provas que ligam o candidato ao traficante.

Fonte:  JBonline

 

 

 

WEBMAIL
Login
Senha
 
ADMINISTRATIVO
Login
Senha
 
 
CopyRight © 2010 - Eduardo Granzotto - TWNet